Estacionamento de bicicletas seguro perto de casa
Apoiamos a Ana Matias, do Alto de São João, que comprou a bicicleta com o apoio de fundos públicos, mas não tem onde estacionar e pede estacionamento seguro.
295

das 150 assinaturas necessárias para apresentar a petição na Assembleia Municipal

LER A PETIÇÂO DA ANA MATIAS

Lisboa, setembro de 2022



Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas


Nós, abaixo-assinados, moradores do Bairro Lopes e do Alto de São João, freguesia da Penha de França, e Lisboetas que apoiam a causa do vizinho, vimos requerer a instalação de um parque seguro para bicicletas no bairro.


Expomos abaixo os motivos.


- A mobilidade é um direito de todos os cidadãos e fazê-lo de modo suave, como é o caso da utilização de bicicletas, é algo que deve ser incentivado não só por motivos ligados à saúde física e mental, individual e pública, como também por tudo o que significa em termos da redução da pressão nos transportes públicos e da retirada de carros da estrada.


- Em Lisboa, onde circulam diariamente milhares de automóveis, 38% das viagens até 5 km são feitas em automóvel particular, podendo estas ser facilmente feitas em bicicletas.


- O estacionamento automóvel e para motociclos está bastante bem assegurado no Bairro Lopes (inclusivamente com estações de carregamento para carros elétricos). No entanto, estacionamentos seguros para bicicletas são absolutamente fundamentais como modo de incentivo a todos os moradores que querem utilizar ou adquirir a sua própria bicicleta e nela deslocar-se diariamente.


- Os prédios em Lisboa raras vezes estão preparados para que neles se acondicione e guarde de forma segura e sem causar incómodo as bicicletas dos residentes.


- Só em 2021, a Câmara de Lisboa distribuiu 340 000 € pelos munícipes que concorreram ao programa de apoio à aquisição de bicicletas. Possibilitar aos lisboetas parques seguros de bicicletas, minimizando o risco de furto/vandalismo e possibilitando-lhes uma utilização regular das bicicletas, é também uma forma de proteger o investimento público feito anteriormente.


- Um parque seguro de bicicletas do tipo hangar contém 6 lugares e ocupa um único lugar de estacionamento automóvel. O parque de estacionamento do Jardim da Parada do Alto de São João poderia ser o local ideal, uma vez que já tem a infraestrutura necessária para a instalação da proteção para bicicletas.


Por estas razões, pedimos ao Sr. Presidente o máximo empenho para dar resposta a esta situação.

O teu nome *
Número do BI (ou NIF) *
O teu email (só se queres receber notícias sobre este pedido)
O teu comentário
O que vocês dizem (clica nas frases para veres mais):
Filipa Machado Mendes
Concordo plenamente, também vivo no alto de São João e tenho o mesmo problema há anos!
Rafael Coelho
Em vários pontos cruciais da cidade e que esta seja desbloqueada através da utilização do pass dos transportes não precisando este de estar carregado
Pedro Cartaxo
Em todos os bairros da cidade!!!
Victor Pereira Villarpando
Telheiras/Lumiar
Apoio completamente e digo que também precisamos de algumas dessas em Telheiras/Lumiar. Quanto mais houver, por toda Lisboa, melhor.
Maria Margarida Ceppas Salvação Barreto Lamas
Rua da Junqueira em Belém
Também peço o mesmo para a rua da Junqueira em Belém, zona de grande procura de estacionamento não só pelos moradores, como os alunos da Lusíada, como pelos funcionários do hospital Egas Moniz, visitantes do MAAT, etc..
Ariana Simplicio
Alto de São João
Sou moradora no Alto São João e adquiri uma bicicleta eléctrica com o apoio da CML. Atualmente tenho de carregar a minha bicicleta às costas pelas escadas, pois não tenho um estacionamento seguro que possa utilizar. Considero importantíssimo o empenho da CML e da Junta de Freguesia na aquisição de um parqueamento seguro a instalar na Parada do Alto São João.
Natália Machado Capeletto
Benfica
Enfrento o mesmo problema, porém na freguesia de Benfica. Tive que deixar minha bicicleta na porta do prédio, e ela foi roubada com 29 dias de uso. Não comprei outra pois não ha sitio onde eu possa guardar a mesma e é proibido guarda-la no interior do edifício. Não há opção segura para além dos estacionamentos de bicicleta, sem eles, a mobilidade suave por meio do ciclismo torna-se inviável, visto a impossibilidade do inicio do processo.. o de poder possuir uma bicicleta em segurança.
Ricardo Robles
Excelente iniciativa por parte da munícipe o qual apoio a 100%.
Há dinheiro tão mal gasto para tanta coisa, todos os autarcas falam de boca cheia de mobilidade sustentável, bla bla bla mas arranjar soluções fica sempre para outra oportunidade.
Vera Amorim
Se estamos verdadeiramente empenhados em mudar o paradigma da mobilidade, se tanto nos preocupamos com a sustentabilidade do planeta, com a descarbonização e com as alterações climáticas, é urgente a criação de condições e Infraestruturas que permitam que cada um de nós possa e deva participar dessa mudança. Pequenos passos são essa mudança. Ter onde guardar a bicicleta com que nos deslocamos pela cidade não é um luxo, é um contributo relevante para a alteração de hábitos que podem e devem ser melhorados com benefícios para todos.

Inês Armada Brás
No ano passado roubaram-me a bicicleta. Estacionamento seguro para bicicletas é uma necessidade!


Marta Pestana
Praça do Chile
Esta iniciativa seria óptima realmente em toda a cidade de Lisboa! Eu moro na praça do Chile e mesmo perguntado no meu prédio se poderia estacionar a Bicicleta no hall do prédio, não fiquei livre de ficar sem bicicleta (foi roubada). Adorava poder andar mais e estacionar a bicicleta de forma mais segura! Parabéns pela iniciativa


Hugo Fragata
Praça do Chile
São iniciativas destas que tenho todo o gosto de apoiar, por acaso no meu prédio consigo lugar para a bicicleta mas tenho a noção que sou excepção. Se precisar de mais alguma ajuda terei todo o gosto em participar, obrigado e não desista!!


Fanny Cloarec
Príncipe Real
Também precisamos ! Príncipe Real !
Que esta bela iniciativa seja reproduzida de todo lado

David Swift
Lisboa needs more of these!!!
I'm sick and tired of having parts of my bike stolen, or worrying the whole things will be.
Daniel Jorge Ribeiro Calado
Benfica entre a Praça Professor Santos Andrea até á Rua Dr. José Baptista de Sousa junto á Vet Ben - Clínica Veterinária nº9 e a Loja de Pneus José Lourenço nº11.
Boa tarde, apoio esta causa e também aproveito para juntar uma outra que será um outro parque seguro de bicicletas do tipo hangar contém 6 lugares e ocupa um único lugar de estacionamento automóvel na zona de Benfica entre a Praça Professor Santos Andrea até á Rua Dr. José Baptista de Sousa junto á Vet Ben - Clínica Veterinária nº9 e a Loja de Pneus José Lourenço nº11.
Sara Rodrigues
Penha de França
Apoio a 100% esta iniciativa. Tenho exatamente a mesma necessidade, embora num bairro um pouco mais abaixo (rua washington, Sta Engracia). Existindo uma opção na Penha de França, seria uma alternativa relativamente próxima para mim e um bom exemplo para eu em seguida pressionar a minha junta de freguesia. Força!
Marcos Filipe Fernandes Pagaimo
Olivais
Também sinto essa necessidade nos Olivais. Há muito pouco estacionamento em termos de garagem e a segurança é muito pouca. Vi esses hangares em Bruxelas e inclusivamente tirei fotos numa perspectiva de estudar a ideia em Lisboa.

Francesca Mainetti
Ideia fantástica! Os prédios de Lisboa não estão preparados para o uso da bicicleta e o primeiro obstáculo é ter que guardar a bicicleta dentro dum quarto
David Duarte
Rua Barão de Sabrosa
Moro relativamente perto, junto à Rua Barão de Sabrosa e tenho exactamente o mesmo problema que a Ana. Uma ou mais soluções destas, seriam muito bem vindas aqui na zona!
Ana Isabel Almeida
Bairro das Colónias
Subscrevo o pedido para a zona do Bairro das Colónias que também é uma zona residencial com um número elevado de utilizadores de bicicleta.

Ricardo Oliveira Grilo Dias Garcia
Uma iniciativa fundamental! É urgente encontrar fórmulas de estacionamento de bicicletas quando tantos utilizadores do centro da cidade não têm garagem. É preciso não um hangar, mas dezenas ou centenas deles espalhados pela cidade. Retirando lugares de estacionamento de automóveis é a mensagem correta para promover a transição de mobilidade. Na parte velha de cidade, onde não é comum existirem elevadores é ainda mais urgente. Obrigado!
Pedro Nobre
A falta de um lugar seguro para estacionar a bicicleta é um dos maiores obstáculos à massificação deste meio de transporte.
As bicicletas e elétricas e elétricas de carga têm um potencial enorme, o problema é que são pesadas e difíceis de transportar para dentro de casa. A maior parte das casas de Lisboa não tem garagem.
É necessário continuar a investir na rede de ciclovias e em estacionamentos seguros para se atingir as metas de descarbonização com que o executivo se comprometeu.
Sara Valente
Apoio totalmente a Ana Matias, acrescentando que estes parques de estacionamento têm de passar a existir em todos os bairros. Deixar uma bicicleta na rua não é seguro, ficar dentro de casa na maioria dos casos não é fazível. És mesmo importante dar este passo, será um grande incentivo às mobilidade ligeira.
Pedro Fonseca
Não é possível aumentar o número de utilizadores de bicicleta se os lisboetas não tiverem forma de as guardar em segurança. A maioria dos prédios não têm elevador e mesmo que tenham, a bicicleta pode não caber. Bici parques são essenciais.
Oriol Gonzalez Gamarra
Esplanada de Nossa Senhora da Penha de França
Un parque na esplanada de Nossa Senhora da Penha de França

Hermenegildo Pateiro
Apoiar a Ana é o meu nome do meio...
😘
Gonçalo Peres
Todos os quarteirões devem ter estacionamento seguro e de longa duração para os velocípedes dormirem em segurança.
Ana Faria
Apoio totalmente o pedido destes moradores da freguesia da Penha de França. Com um investimento relativamente menor, relativamente ao que é feito para assegurar o estacionamento de carros, poderíamos incentivar mais mobilidade suave, o que pode ajudar a descongestionar a cidade e promover a saúde dos cidadãos. Apoio totalmente este pedido!
Diogo Machado
Agradeço que a JF, eleita para servir os cidadãos, dê ouvidos e forneça soluções, a esta cidadã que pede algo simples, fácil de executar, e que apenas tornará a freguesia e o mundo um melhor local para se viver.
Alan Nunes Caetano
Comprei bicicleta com o incentivo da câmara e usei por 1 ano para me locomover na cidade. Agora vou ter que procurar um novo apartamento e provavelmente não vou achar um apartamento onde seja possível guardar a bicicleta, ou seja, vou ser menos 1 ciclista.
Curiosidade
Quanto é que custa a infraestrutura de estacionamento para bicicletas?
Falámos com Rui Amador da Biciway para perceber quanto custam várias opções de estacionamento e como os cidadãos em vários países conseguem tê-las instaladas:
Ações
Encontrámo-nos com a CML para apresentar o pedido
A Ana Matias e a Rita Prates foram ter com o João Bernardino do departamento da mobilidade da CML.

Notas da Ana Matias após o encontro



A CML revela preocupações com


  • a estética de um hangar
  • a resistência por parte dos condutores
  • o preço

É-nos dito que a forma mais fácil de ter um hangar é pagando-o. Confirma-se assim o interesse que a CML tem em incentivar o uso da bicicleta para deslocações diárias e curtas em Lisboa, colocando à responsabilidade – e disponibilidade financeira – dos ciclistas o ter ou não um lugar seguro para a bicicleta.

Se não fosse pelo alheamento de se achar que qualquer pessoa ou grupo de pessoas tem 6000 euros para desembolsar assim, só o facto de a CML não ver isso como uma responsabilidade sua já seria chocante.

Vamos lá ver, eu não acho que andar de bicicleta é um direito humano, eu garantidamente não tenho o direito divino a ter um parque de bicicletas. Choca é isto não fazer parte dos planos de uma cidade que tem tantos problemas de mobilidade. A questão neste caso é o que é que as pessoas que elegemos para nos representar pretendem incentivar, qual a seriedade com que se pretende enfrentar vários problemas de uma assentada só: igualdade de acesso e mobilidade para todos, melhoria da qualidade do ar, estilo de vida mais saudável e menos sedentário, trânsito na cidade, ocupação do espaço público e alterações climáticas.

Pessoalmente, acho que, mais cedo ou mais tarde, Lisboa vai ter parques seguros para bicicletas. Sabemos da nossa tendência de importar tarde as tendências de outras cidades e capitais europeias. A questão é que quanto mais tarde pior porque estes problemas só vão aumentar. Esta conversa é sobre muito mais do que parques de bicicletas; é sobre escolhas, sobre sinais positivos e esperançosos e sobre cidades funcionais para quem lá vive.

E que a CML escolha deixar este legado é triste e desesperante porque nós queremos morar, trabalhar e movimentar-nos em Lisboa - esforçamo-nos todos os dias para isso - mas a cidade não nos dá hipótese.

Números que não devem ser esquecidos:

  • A EMEL vai investir 58 milhões de euros até 2025 em parques de estacionamento para 3200 carros, o que dá 18 125 euros por um lugar.

  • Se quiseres ter um dístico de residente, pagas 0 euros por ano para ter o direito de estacionar o carro.

  • Entre 2020 e 2021, a CML investiu 940 000 euros em apoio à adquisição de bicicleta, 58 vezes menos do que está previsto para estacionar carros.

  • Andamos a fazer ciclovias em barda que agora vão ser revistas e não se sabe porquê.

  • Há soluções por empresas portuguesas que garantem estacionamento seguro e seco para 6 bicicletas por uns 6000 euros, o que dá 1000 euros/lugar, 18 vezes menos do que custa um lugar para um carro.
>> Estamos aqui <<
Arranjamos 6000 euros ... ou levamos o assunto à Assembleia Municipal?